Seja bem-vindo. Hoje é
Denúncias, sugestões, Reclamações envie-nos um email: contatoitaquinarede@gmail.com

.

.

Destaques

Itaqui

Fronteira

Chama Crioula 2017 em Itaqui-RS.

Plantão Policial

Geral

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira um novo ajuste para os combustíveis, com queda 2% no preço da gasolina nas refinarias. Os preços do diesel também terão redução de 2%. Os novos valores valem a partir desta sexta-feira, dia 15 de dezembro. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho passado. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.



Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

Fonte: CP
O Poder público realizou o concerto dos banheiros do porto, que já era uma reclamação antiga da população que ali vai aos finais de semana para aproveitar o ar puro da costa do rio, as sombras da mata ciliar e até mesmo a paz e calmaria que se encontra naquele local.    Foi feito o concerto dos banheiros, pintura dos bancos entre outras melhorias no local, para que a população tenha uma estrutura melhor, mas fica difícil entender o motivo de um vândalo se deslocar até lá e destruir um patrimônio que pertence a todos nós, pelo simples ato de destruir, de atrapalhar o desenvolvimento de nossa cidade, pessoa ou pessoas essa(s) que não merecem a honra de ser chamados de Itaquienses.




 Ação idiota, estupida e mesquinha dessas deve ser punida, pois quando se age deste modo, estás tirando de uma criança que na pracinha vai brincar, da senhora idosa que vai respirar o ar puro da costa do rio,  que isso não se torne rotineiro e fazemos aqui o pedido, você que presenciar algum ato de vandalismo ao patrimônio público denuncie... Ligue para a Brigada Militar 190, vamos juntos preservar o que é nosso.



Fonte: Paulinho Rocha.

-
   Na Manhã desta Terça-Feira (12/12), o Advogado Marcelo Petrini concedeu entrevista exclusiva ao jornalismo da rádio Pitangueira, entrevistado por Edson Rivelino Figueiró, respondeu aos questionamentos sobre a questão da matéria vinculada na RBS, confira a segunda parte da entrevista dividida em 2 partes...


Segunda parte da entrevista no vídeo a baixo:



-
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) marcou para o dia 24 de janeiro de 2018 o julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra condenação pelo juiz Sergio Moro a nove anos e meio de prisão no caso do tríplex do Guarujá, um dos processos decorrentes das investigações da Operação Lava Jato.



A data foi marcada nesta terça-feira pelo tribunal, a segunda instância da Justiça Federal, depois que o revisor do processo, o desembargador Leandro Paulsen, concluiu a sua análise do processo e pediu à secretaria da 8ª Turma do tribunal, onde o caso tramita, para marcar uma data para o julgamento.

O desfecho do recurso pode tornar inelegível o ex-presidente, que lidera as pesquisas eleitorais para a eleição presidencial de 2018. Caso ele seja condenado em segunda instância, além de ficar passível de ter a candidatura vetada pela Lei da Ficha Limpa, ele pode ser preso.

No início do mês, o relator do caso no TRF4, o desembargador João Pedro Gebran Neto, já havia concluído seu voto, o que deu ao processo uma das tramitações mais rápidas da história do tribunal levando-se em conta os demais processos decorrentes da Lava Jato.

O recurso de Lula chegou ao tribunal no dia 23 de agosto. A defesa de Lula questionou o TRF4 sobre a velocidade da tramitação do processo. “O TRF4 deve informar o motivo pelo qual o recurso do ex-presidente Lula está tramitando nessa velocidade, fora do prazo médio observado em outros casos. Vamos pedir ao tribunal informações sobre a ordem cronológica dos recursos em tramitação”, diz a nota do escritório Teixeira Martins, que defende o ex-presidente. O questionamento já foi apresentado pelos advogados.

Paulsen, o revisor, terminou seu voto uma semana após ter recebido a manifestação do relator – nenhum dos votos foi divulgado e não será conhecido até o julgamento do caso. O terceiro magistrado a integrar a 8ª Turma é o desembargador Victor Luiz dos Santos Laus.

Levantamento feito por VEJA concluiu que, em média, os desembargadores do TRF4 levam um ano, um mês e 15 dias para analisar um recursos a partir do envio do processo por Moro – no caso de Lula, o julgamento da apelação vai levar menos de seis meses.

Apesar da rapidez da tramitação do processo de Lula, o presidente do TRF4, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, disse que Lula será julgado de forma “desapaixonada”. “A 8ª Turma vai julgar de forma isenta, imparcial e desapaixonada, como o Poder Judiciário deve ser”, falou o magistrado.