Seja bem-vindo. Hoje é
Denúncias, sugestões, Reclamações envie-nos um email: contatoitaquinarede@gmail.com

.

.

Destaques

Itaqui

Fronteira

Programa "FALA CIDADE" Dia 15/04/17.

Plantão Policial

Geral

Confira os Dados Atualizados das Cheias do Rio Uruguai neste Final de Semana.




Total de famílias atingidas: 27

Total de pessoas atingidas: 83

Escola Otávio silveira: 03 famílias 
Sindicato rural: 04 famílias


Volantes removidas: 29
Casas fixas atingidas: 06

Fonte: PMI

Dados da assistência social atualizados às 18h deste Sábado.


Altura do Rio Uruguai na Manhã deste Domingo 06:00 horas:

09 Metros e 49 Centímetros.


Central da Defesa Civil continua a disposição da população. 
Telefone: 3432-1100 ramal 270

Fonte: Paulinho Rocha.


Acusado da morte de Jenifer Toledo, de 27 anos, o caminhoneiro Everton Ricardo da Rosa, de 23, foi condenado a oito anos de prisão em regime semi-aberto pelo tribunal do júri de Balneário Camboriú. O julgamento aconteceu na tarde de quarta-feira, no fórum de Balneário Comburiu. A sentença foi dada pelo juiz Roque Cerutti, da 1ª Vara Criminal, após decisão do júri que considerou o réu culpado.

Ainda cabe recurso da promotoria ou apelação da defesa no caso. Durante o andamento do processo, Everton vai continuar preso no complexo da Canhanduba, onde está desde 6 de dezembro, quando foi detido pelos agentes da Divisão de Investigações Criminais (DIC), em Camboriú.
O crime ocorreu em 31 de outubro de 2016. Jenifer foi encontrada morta, esgoelada e enforcada por um cinto, num apartamento o edifício Iris, na esquina da rua 1600 com a avenida Brasil, no centro de Balneário. As imagens das câmeras de segurança do prédio e o depoimento de testemunhas ajudaram a identificar e localizar Everton, que chegou a fugir pra São Paulo durante a investigação.
Ao ser preso, o caminhoneiro alegou legítima defesa, afirmando que Jennifer teria tentado violentá-lo sexualmente, o que não foi comprovado. Os exames periciais confirmaram que Jenifer foi morta por asfixia.



Fonte: Diarinho/Camburiu/SC
-
No final da tarde de Ontem 19/05/17, Agentes da Delegacia de Polícia Civil de Itaqui, puseram fim a mais um ponto de comércio de entorpecentes existente na cidade de Itaqui.



 Oportunidade em que foram presos em flagrante C.A.S.J, P.F.F.P e C.D.S.S, pelo crime de TRÁFICO DE ENTORPECENTES E ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO.



 O fato se deu no bar denominado Pub do Porto, localizado na Av. Independência, onde após meses de investigação, realizado por Agentes da Seção de Investigação, se chegou a conclusão que o local não funcionava apenas como um bar, mas também como um forte ponto de venda de drogas, praticado por seu proprietário e funcionários, sendo expedido pela Justiça local Mandado de Busca e Apreensão a ser realizado no referido bar, assim como Mandado de Prisão Preventiva contra C.A.S.J proprietário do bar Pub do Porto. Que durante o cumprimento das buscas no bar, foi encontrado no local significativa quantidade de cocaína, além de material usado para embalar a droga. 



Diante dos fatos o proprietário do bar, assim como seus funcionários foram autuados em flagrante pela Autoridade Policial de plantão e serão encaminhados ao Presídio Estadual de Itaqui, onde permanecerão à disposição da Justiça.




























Fonte: PCI
Um homem foi assassinado na tarde desta sexta-feira (19) em São Borja. O crime aconteceu na rua Alberto Benevenuto, esquina com a Carlos Gomes, no bairro do Passo.



De acordo com a Brigada Militar, que atendeu inicialmente a ocorrência, Wiliam Rocha de Morais, 22 anos, foi atingido com vários disparos de arma de fogo quando estava se deslocando pela via. Ele foi conduzido pelo SAMU ao Hospital Ivan Goulart, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos.

A Polícia Civil já está investigando o fato. Esse é o segundo assassinato em menos de uma semana em São Borja.

Fonte: Rádio Cultura